Correios: manifestação pede novo concurso





Na última quarta-feira, dia 15, trabalhadores dos Correios ligados ao sindicato da categoria no Rio de Janeiro (Sintect-RJ) protestaram em frente ao complexo da estatal em Benfíca, Zona Norte da capital fluminense, contra o Projeto de Lei 4.330/04 que regulamenta e amplia a terceirização no país. O ato foi realizado mesmo com a retirada das estatais da proposta em análise no Congresso Nacional.

Os trabalhadores bloquearam os portões de acesso ao Centro de Tratamentos de Encomendas. A manifestação incluiu pedidos de melhores condições de trabalho, a realização de concurso público e a revisão do desconto do Instituto de Seguridade Social dos Correios e Telégrafos (Postalis).

Na avaliação do Sindicato dos Trabalhadores na Empresa de Correios e Telégrafos, a paralisação atrasou a distribuição de correspondências. O Centro de Tratamentos é responsável pela maior parte das encomendas enviadas para os centros de distribuição em todo o Rio de Janeiro.“Não deixa de afetar porque os caminhões estão parados aqui. Vai ser um ato que vamos encerrar daqui a pouco, mas foi necessário fazer porque não aguentamos mais as condições de trabalho precárias”, avaliou o presidente do sindicato, Ronaldo Martins.